9 de janeiro de 2018 00:00

Para combater perdas, Casal inicia projeto ‘Sigmetro’ em cidades do Sertão

Programa pretende aperfeiçoar os processos de identificação, medição e controle de perda de água

c0e00e6d-d099-4d6c-8966-a94d4c2f0f50

Visando evitar o desperdício de água, a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) começou a por em prática o projeto “Sigmetro”, que pretende otimizar os processos de identificação, medição e controle de perdas do líquido. Para isso, uma equipe da empresa foi até Piranhas e Pariconha, cidades com índices altos de perda no Sertão do estado, para dar início à primeira etapa.

O processo começou na semana passada, no município de Arapiraca. Desde então, passou pelas cidades de São Brás, Campo Grande, Feira Grande, Olho D’Água Grande, Jacaré dos Homens, Monteirópolis e Belo Monte. Na próxima semana, serão atendidas as cidades de Murici e Messias.

“A parte um consiste em fazer um levantamento desses prejuízos. Piranhas tem um índice que ultrapassa os 70%, e Pariconha passa dos 60%. Fizemos as execuções de 42 descritos de medição de controle para mensurar esses dados, que será concluído ainda nesta semana”, explicou Wanderson Silva, técnico e autor do projeto.

Com a implantação, é esperado que haja uma melhor operação do sistema, menos perdas e uma melhoria no faturamento, consequentemente aumentando a arrecadação da Companhia nessas cidades.

Wanderson ainda disse que serão instaladas centrais de monitoramento, uma em Maceió e outra em Piranhas. Os trabalhadores das unidades que possuírem esse sistema poderão monitorar e controlar o abastecimento através de um painel com indicadores, que dará a eles um quantitativo das perdas e uma melhor gestão operacional.

Silva contou que a população também será beneficiada, uma vez que, após a instalação, a água terá uma pressão maior e eles terão menos intermitências; mas, se caso ocorrer alguma interrupção no fornecimento, eles serão informados sobre a previsão de retorno.

De acordo com ele, essa etapa vai até o dia 31 de janeiro, que é quando haverá uma reunião com o diretor da Vice-presidência de Gestão Operacional (VGO), Francisco Beltrão, e será feita uma análise do trabalho realizado, além de desenvolver metas para a fase dois.

A segunda parte terá início em fevereiro. O projeto deverá estar em pleno funcionamento no segundo semestre de 2018, que foi classificado pela empresa como o ano de combate às perdas.

Ideia premiada

O “Sigmetro” fez com que a Casal conquistasse, em 2017, o segundo lugar no VIII Concurso de Ações Inovadoras, na categoria “Gestão Estratégica e Planejamento, Gestão Orçamentária e Financeira”. A premiação é idealizada pelo Governo do Estado e promovida pela Secretaria de Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag).

9 de janeiro de 2018 00:00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *