UNIDADE DE NEGÓCIO DO AGRESTE-UN AGRESTE

Escritório Geral: Arapiraca

Total: 19 cidades

Arapiraca

A água que abastece a cidade de Arapiraca é captada no Rio São Francisco em São Brás (Sistema Coletivo do Agreste) e tratada por duas ETA convencionais (floculação, decantação e filtração) localizadas no morro do Gaia em São Brás. A vazão de captação para a cidade é de 162,59 l/s que é distribuída em regime de 24 horas.

Campo Alegre

O abastecimento de Campo Alegre é proveniente da captação em dois poços, com vazão total de 8,00 l/s e tempo de funcionamento de 22 h/dia. O sistema é composto também de uma barragem de nível que funciona 6 h/dia na vazãode 6 l/s.

Campo Grande

A água que abastece a cidade de Campo Grande é captada no Rio São Francisco em São Brás (Sistema Coletivo do Agreste) e tratada por duas ETA convencionais (floculação, decantação e filtração) localizadas no morro do Gaia em São Brás. A vazão de captação para a cidade é de 15,03 l/s que é distribuída em regime de 24 horas por dia.

Coité do Nóia

O município de Coité do Noia é abastecido por um sistema próprio (isolado) e dispõe de uma captação superficial tipo barragem de nível, cuja vazão é de 6l/s com funcionamento diário de 6 horas.

Coruripe

A água que abastece a cidade de Coruripe é proveniente de poços profundos com uma média de profundidade em torno de 50 metros e uma vazão de 22,05 l/s, operando 24 horas por dia.

Craíbas

A água que abastece a cidade de Craíbas é captada no Rio São Francisco em São Brás (Sistema Coletivo do Agreste) e tratada por duas ETA convencionais(floculação, decantação e filtração) localizadas no morro do Gaia em São Brás.

A vazão de captação para a cidade é de 36,10 l/s que é distribuída em regime de 24 horas por dia.

Feira Grande

A água que abastece a cidade de Feira Grande é captada no Rio São Francisco em São Brás (Sistema Coletivo do Agreste) e tratada por duas ETA convencionais (floculação, decantação e filtração) localizadas no morro do Gaia em São Brás. A vazão de captação para a cidade é de 8,58 l/s que é distribuída em regime de 24 horas por dia.

Girau do Ponciano

A água que abastece a cidade de Girau do Ponciano é captada no Rio São Francisco em São Brás (Sistema Coletivo do Agreste) e tratada por duas ETA convencionais (floculação, decantação e filtração) localizadas no morro do Gaia em São Brás. A vazão de captação para a cidade é de 19,87 l/s que é distribuída em regime de 24 horas por dia.

Igaci

A água que abastece a cidade de Igaci é captada no Rio São Francisco em São Brás (Sistema Coletivo do Agreste) e tratada por duas ETA convencionais (floculação, decantação e filtração) localizadas no morro do Gaia em São Brás. A vazão de captação para a cidade é de 24,24 l/s que é distribuída em regime de 24 horas por dia.

Igreja Nova

O município de Igreja Nova é abastecido por um sistema isolado, cuja captação é feita através de poços profundos. A vazão na captação é de 4,00 l/com tempo de funcionamento de 23 horas por dia.

Junqueiro

A água que abastece a cidade de Junqueiro (11,91 l/s) é feito através de uma barragem de nível situada no Rio Riachão (Sistema Coletivo Independente Teotônio/Junqueiro e São Sebastião), localizada no município de Junqueiro. O tratamento é feito na ETA Junqueiro (floculação, decantação e filtro de areia) com capacidade de 70 l/s.

Lagoa da Canoa

A água que abastece a cidade de Lagoa da Canoa é captada no Rio São Francisco em São Brás (Sistema Coletivo do Agreste) e tratada por duas ETA convencionais (floculação, decantação e filtração) localizadas no morro do Gaia em São Brás. A vazão de captação para a cidade é de 17,32 l/s que é distribuída em regimede 24 horas por dia.

Olho D’água Grande

A água que abastece a cidade de Olho D’ Água Grande é captada no Rio São Francisco em São Brás (Sistema Coletivo do Agreste) e tratada por duas ETA convencionais (floculação, decantação e filtração) localizadas no morro do Gaia em São Brás. A vazão de captação para a cidade é de 3,47 l/s que é distribuída em regime de 24 horas por dia.

Piaçabuçu

A água que serve para o abastecimento da cidade de Piaçabuçu é proveniente do rio São Francisco, com uma vazão média de tratamento da ordem de 20 l/se uma operação de 18 horas por dia. A estação de tratamento d’água é do tipo compacta constituída de dois clarificadores ascendentes.

São Brás

A água que abastece a cidade de São Brás é captada no Rio São Francisco em São Brás (Sistema Coletivo do Agreste) e tratada por duas ETA convencionais(floculação, decantação e filtração) localizadas no morro do Gaia em São Brás. A vazão de captação para a cidade é de 6,53 l/s que é distribuída em regime de 24 horas por dia.

São Sebastião

A água que abastece a cidade de Junqueiro (4,04 l/s) é feito através de uma barragem de nível situada no Rio Riachão (Sistema Coletivo Independente Teotônio/Junqueiro e São Sebastião), localizada no município de Junqueiro. O tratamento é feito na ETA Junqueiro (floculação, decantação e filtro de areia)com capacidade de 70 l/s.

Taquarana

O município de Taquarana é abastecido por um sistema isolado, com captação de superficial tipo barragem de nível.  A vazão aproximada do sistema é de 12l/s, com um tempo de funcionamento de 22 l/s.

Traipu

A cidade de Traipu é abastecida a partir de uma captação direta no Rio São Francisco, com vazão de 25 l/s em regime de funcionamento de 8 horas por dia.