20 de abril de 2018

Casal e IPMA firmam parceria para recuperação de matas ciliares dos mananciais

Termo de adesão foi assinado pelos presidentes das duas instituições; projetos de desenvolvimento sustentável serão executados de forma conjunta

Parceria entre Casal e IPMA vai garantir a recuperação de matas ciliares em áreas de mananciais

A recuperação das matas ciliares que ficam no entorno dos mananciais usados pela Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) para abastecer diversos municípios terá um reforço a partir de agora. É que a Casal firmou um termo de adesão com o Instituto de Proteção da Mata Atlântica (IPMA), durante encontro ocorrido nesta quinta-feira (12), na sede do Instituto, em Rio Largo.

O documento foi assinado pelos presidentes das duas instituições: Clécio Falcão, da Casal, e Fernando Mendes Pinto, do IPMA. Além da recuperação das matas ciliares, os dois órgãos poderão desenvolver de forma conjunta projetos de sustentabilidade e conservação ambiental.

“A partir de agora, a Casal está associada ao IPMA. A Companhia, atenta à necessidade de investimento nesse tema, buscou a parceria de uma entidade que faz um trabalho sério, reconhecido e premiado há anos em Alagoas. Por outro lado, sabemos que, sem conservação, não temos fontes de água, os mananciais se esgotam rapidamente. A ação de hoje foi mais uma dentre outras que estamos priorizando na área ambiental”, detalhou o presidente da empresa, Clécio Falcão.

Presidentes da Casal, Clécio Falcão, e do IPMA, Fernando Mendes, assinam termo de adesão

Na assinatura do termo, ele estava acompanhado pelo vice-presidente de Gestão de Engenharia, Osmar Lisboa, e pela equipe de gestão da área de meio ambiente da Companhia. “Uma das primeiras ações práticas, com essa parceria, será uma visita e um treinamento dos multiplicadores ambientais da Casal no IPMA”, salientou a superintende de Meio Ambiente e Qualidade do Produto, Valeska Cavalcante.

Além dela, a gerente de Controle Ambiental da Companhia, Elane Pereira, as técnicas e estagiárias da Gerência, a gestora do IPMA, Alexandra Cavalcante Mendes, e a engenheira Jéssica Cavlacante também acompanharam a assinatura do termo de adesão da Casal ao Instituto.

Na ocasião, todos fizeram uma visita às instalações do local e conheceram o viveiro onde estão os dois exemplares do Mutum, a ave que se tornou símbolo de Alagoas após ser extinta completamente da natureza. Agora, com o trabalho do IPMA e vários parceiros, como universidades e algumas empresas, alguns exemplares do Mutum que nasceram em cativeiros fora de Alagoas serão trazidos de volta ao estado e soltos na natureza.

20 de abril de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *